28 dezembro 2012

Enfim, mais um ano novo se aproxima


Enfim, mais um ano novo se aproxima

Rosemeire Zago

Natal já se foi, muita correria, comida, alegria, presentes, crianças felizes com a chegada do papai-noel; agora malas prontas, viagens e uns dias para descansar e repor as energias. Daqui a alguns dias começa a contagem regressiva para a chegada do ano-novo. E sempre que algo novo chega, traz a esperança que seja muito, muito melhor! Assim desejamos! E assim será!

Muitos passaram o Natal com a família ou entre amigos, mas muitos também passaram sozinhos, por opção ou pela própria condição; outros estão enfrentando momentos difíceis, seja por uma separação recente, por dificuldades financeiras, ou ainda, enfrentando a dor de uma perda ou estão com pessoas queridas num leito de hospital. 

Sabemos que nesta época do ano ficamos mais sensíveis e tudo que nos acontece parece deixar nossas emoções à flor da pele, onde sentimos tudo com mais intensidade e a dor parece doer ainda mais. Diante da saudade, da tristeza, da solidão, como esperar que o próximo ano seja melhor? 

Será que não podemos parar e buscar a lição que todas as situações difíceis nos trouxeram? 

Quando um ano termina tendemos a nos cobrar por tudo aquilo que não fizemos, não conseguimos, atitudes que não tomamos, situações que não resolvemos, nos criticamos e nos culpamos, mas dessa vez faça diferente. Não seja ser seu maior inimigo. 

A vida muitas vezes se mostra tão difícil que tendemos sempre a olhar apenas a parte vazia do copo, ou seja, as dificuldades. Quando sofremos por algo ou alguém, não conseguimos sequer raciocinar, a emoção sobrepõe a razão e sofremos mais e mais. Mas você pode escolher entre continuar sofrendo ou buscar algum aprendizado. Qual caminho você prefere? Você quer começar o próximo ano acreditando que tudo vai continuar igual, sofrendo, chorando, ou acreditar que será verdadeiramente um novo ano muito melhor?

Neste momento eu lhe peço que pare por uns minutos e reflita sobre esse ano que está terminando... sei, você não tem tempo, eu entendo. Mas em algum momento pare e escreva tudo aquilo que passou, e a consequente lição. 

Por mais difícil que seja uma situação, sempre deixa um aprendizado. Pergunte a você mesmo o que tal situação está querendo lhe mostrar, qual a mensagem que lhe traz. Tenho certeza que se insistir na pergunta conseguirá obter a resposta. E isso o aliviará muito, pois sempre que entendemos o possível motivo pelo qual passamos por alguma situação, conseguimos tranquilizar nosso coração e atingir a tão desejada paz!

Procure perceber o quanto foi forte para enfrentar o que aconteceu, e o quanto ficou ainda mais forte com tudo isso. Talvez um pouco machucado, eu concordo, mas só o fato de você estar aqui em condições de ler este artigo, com saúde física e mental, já não é motivo suficiente para lhe mostrar que você consegue superar o que for? 

Mesmo que tenha que olhar para os lados e (re)começar a recolher todos os caos que sobraram, ainda assim poderá se tornar inteiro novamente e quantas vezes for preciso. Lembre-se sempre que todos nós somos capazes, incluindo você! Reconheça cada conquista que teve ao longo do ano, e agradeça!!! Exercite acima de tudo a gratidão! Principalmente em momentos muito difíceis, procure a lição. 

Em tudo podemos aprender, e quando aprendemos podemos agradecer, e com isso crescer e evoluir. Acredito ser esse nosso objetivo maior: a evolução! E só evoluímos com autoconhecimento, olhando para dentro e sendo capaz de identificar cada sentimento gerado pelas situações que enfrentamos e superamos. 

Sim, olhar para dentro requer coragem para enfrentar a dor, mas saiba que se não olhar irá doer da mesma forma, ou quem sabe, até mais, porque estará ignorando algo que quer sair. Quer chorar? Chore! Mas tudo tem um limite e você tem que perceber a hora de parar e reagir. Que tal decidir que esse momento seja agora?

Nem sempre temos o controle de tudo, diante de muitas situações somos impotentes e também podemos aprender com isso. Enquanto ficarmos no papel de vítimas, buscando culpa, seja no outro ou em nós mesmos, não conseguiremos mudar nada. Quando deixamos de focar na pessoa mais importante nos perdemos, não do outro, mas de nós mesmos. 

E quem é a pessoa mais especial e importante em sua vida? Espero que sua resposta seja única: VOCÊ!!!

Desejo que mude aquilo que depende apenas de você, não permita mais continuar a sofrer, e faça que seu ano novo seja verdadeiramente diferente! Seja feliz!

"Canção do Terceiro Milênio" interpretada por Leonardo:





Rosemeire Zago é psicóloga clínica CRP 06/36.933-0, com abordagem junguiana e especialização em Psicossomática. Estudiosa de Alice Miller e Jung, aprofundou-se no ensaio: `A Psicologia do Arquétipo da Criança Interior´ - 1940.
A base de seu trabalho no atendimento individual de adultos é o resgate da autoestima e amor-próprio, com experiência no processo de reencontrar e cuidar da criança que foi vítima de abuso físico, psicológico e/ou sexual, e ainda hoje contamina a vida do adulto com suas dores.

Postado no blog Somos Todos Um

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
"