28 julho 2014

Palestina livre é a causa moral do século XXI



Jovens em todo mundo começam a se manifestar e a se pintar pela libertação da Palestina; em alguns casos, declaram seu amor a Gaza; vítimas de bombardeios e de uma situação comparável ao apartheid sul-africano, os palestinos ganham a solidariedade global e o apoio de países como o Brasil; na carta de agradecimento da OLP, destacou-se que o Brasil "enviou uma mensagem a muitos membros da comunidade internacional de que a responsabilidade de proteger um povo ocupado vai além de simples declarações"; Brasil e jovens de várias capitais do mundo estão "do lado certo da história".

A morte de um menino palestino de 4 anos, atingido pelo disparo de um tanque israelense, é a primeira registrada desde o início da trégua humanitária concedida por Israel, após pressões do mundo inteiro, no fim de semana, na faixa de Gaza. O pequeno Samih Ijneid morreu junto com outras três pessoas, provavelmente de sua família, quando a casa em que vivia, em Jabaliya, foi destruída pelo morteiro.

Com 1.054 mortos entre a população palestina, até o cessar-fogo em vigência, e 46 baixas no exército de Israel, o massacre na faixa de Gaza isolou mundialmente o governo sionista do primeiro-ministro Benjamin Netanyahu. 

Mostrado em todos os seus detalhes por imagens e textos que chocaram o mundo em tempo real, o ataque desproporcional que atingiu, indiscriminadamente, crianças e a população civil, teve todas as reações diplomáticas conhecidas – com a manifestação do presidente dos EUA, Barack Obama, em telefonema a Netanyahu, pedindo a suspensão da matança, insustentável do ponto de vista humanitário, moral e ético.

Antes, o Brasil fez uma veemente condenação do motivo e dos meios usados por Israel para responder a problemas de convivência na pressionada faixa de Gaza e suas fronteiras que, de resto, foram avançadas pelo uso da força.

Após a manifestação brasileira e o recrudescimento dos ataques de Israel, o Conselho de Segurança da ONU, que vinha examinando o assunto, aprovou pedido de trégua "duradoura" em Gaza, baseada em uma iniciativa do Egito, segundo a qual o fim das hostilidades abre o caminho para negociações sobre o futuro de Gaza, incluindo a abertura das fronteiras do território. 

O pedido solicita ainda que a pausa nos combates ocorra em função do feriado muçulmano de Eid al-Fitr, que deve começar nos próximos dias, e se estenda depois disso.

Mas mais do que os diplomatas podem fazer, entre a dubidiedade americana após declarado e a solidariedade de pronto prestada pelo Brasil, é na população de diferentes países que a causa do Estado da Palestina está ganhando expressão. 

A bandeira palestina já vai sendo vista nas mãos, nas roupas e nas caras-pintadas de cidadãos de diferentes nacionalidades. Em Paris, no final de semana, entre manifestações violentas, como depredações marcadas pela queima de bandeiras de Israel, também houve espaço para o protesto pacífico.

Muitos jovens pintaram no rosto o vermelho, o branco, o preto e o verde que aglutinam o povo palestino sob sua bandeira.

A discussão sobre o direito dos palestinos a terem seu próprio Estado – seja onde for -, extrapolou outra vez os salões da ONU – cujo Conselho de Segurança condenou Israel – para tomar as ruas e o corações das grandes cidades do mundo. Essa guerra, o louco Netanyahu jamais vai ganhar.


Postado no site Brasil247 em 28/07/2014


PORTO ALEGRE-RS, BRASIL, 16.07.14; Federação Árabe Palestina faz Vigília pela Palestina, contra o genocídio israelense na Faixa de Gaza, no Largo Glênio Perez, Mercado Público de Porto Alegre. Foto Eduardo Seidl/Fototaxia.com.br
Porto Alegre - Brasil

PORTO ALEGRE-RS, BRASIL, 16.07.14; Federação Árabe Palestina faz Vigília pela Palestina, contra o genocídio israelense na Faixa de Gaza, no Largo Glênio Perez, Mercado Público de Porto Alegre. Foto Eduardo Seidl/Fototaxia.com.br
Porto Alegre - Brasil

PORTO ALEGRE-RS, BRASIL, 16.07.14; Federação Árabe Palestina faz Vigília pela Palestina, contra o genocídio israelense na Faixa de Gaza, no Largo Glênio Perez, Mercado Público de Porto Alegre. Foto Eduardo Seidl/Fototaxia.com.br
Porto Alegre - Brasil

Porto Alegre - Brasil

VigiliaPalest6552ES160714 (500x334)
Porto Alegre - Brasil

Manifestação pela paz entre Israel e Palestina no parque do Ibirapuera
São Paulo - Brasil

França

Indonésia

Espanha

Estados Unidos

Estados Unidos




Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
"