30 dezembro 2014

Feliz Ano Novo !





Feliz Ano Novo

Não é estranho?

Passar todos os dias do ano, 365 dias esperando pra renovar sua esperança, 52 semanas de expectativa aguardando o futuro. Me questiono, mas é um ano novo, tudo novo. 

Mas amanhã também não é um dia novo? Outro mês também não é um mês novo? Ou até mesmo a semana que vem não é inédita? 

Pra que esperar todo esse tempo para ter esperança por algo melhor, para aquecer uma paixão, para tentar um novo amor, para procurar emprego, para parar de fumar? 

Ano Novo é somente um ano novo, nada de mais, porque não podemos fazer isso em um dia novo, uma semana nova ou até mesmo em uma hora nova?

Na passagem do ano vários problemas somem, pessoas chegam a chorar, é tudo muito emocionante. Ano Novo, vida nova. 

Vamos começar de novo, mais um ciclo, mais uma volta em torno do sol. E daí? 

Tente fazer isso todo dia, renove sua esperança a cada volta da Terra em torno do seu próprio eixo, renove sua vida a cada noite, durma uma pessoa e acorde outra. 

Nada é tão bom quanto a emoção do novo, tente isso todo dia!


(Marcel Henriques)





Ano Novo

Porquê Ano Novo e não dias novos
Nossa vida se compõe de dias

Dias bem vividos
Dias mal vividos
Dias com saúde
Dias doentes
Dias felizes
Dias infelizes
Dias com amor
Dias sem amor
Dias em ganhamos amigos
Dias em que perdemos amigos
Dias em que esquecemos amigos
Dias em que nossa família aumenta
Dias em que nossa família diminui
Dias de férias
Dias de trabalho
Dias com muitas outras coisas
Nossa vida é feita de dias, horas,minutos e segundos
Deve ser vivida dia a dia e não ano a ano
Deveremos estar felizes por cada dia vivido
Comemorar dia a dia a nossa existência
Festejar todos os dias e dar graças
É assim que devemos fazer
Porque em cada ano 365 dias temos que viver.


(Jbrito)





365 oportunidades

365 oportunidades estão chegando por ai, 365 possibilidades estarão entregues novamente em suas mãos, 365 realizações estarão a sua frente prestes para serem conquistadas, traçadas ou qual quer que seja o nome que você costuma dar aos seus objetivos.

Objetivos que por muitas vezes deixamos de lado, talvez por que, realmente, foram esquecidos ou as circunstancias não permitiram que pudéssemos colocá-los em pratica, ir atrás e alcançá-los. 

Que possam ser a partir de agora relembrados, e que a magia de sonhar volte viva em nossos corações, que não seja somente um ano novo, mas um ano de perseverança, um ano de não desistência, um ano de objetivos renovados e sonhos despertados. 

Que o erro esteja presente sempre que possível, pois é dele que adquirimos o conhecimento, pois é dele que buscamos melhorar sempre, mudar atitudes, criar atalhos mais fáceis em nossos caminhos e buscar alimentar a esperança de que o melhor ainda virá. 

Um novo ano onde se busque novas amizades, novos amores ou novos conhecidos, que seja tudo novo, que o velho se renove e mostre-nos o quanto é importante se renovar, se descobrir, se permitir. 

Um ano novo que venha com novas aventuras, com momentos inesquecíveis e lindas historias que num futuro próximo serão recontadas para os seus filhos, para os seus netos, historias que serão recontadas para te mostrar o quanto é importante viver e acreditar. 

Que o ano que se inicia seja repleto de paz, que a paz que tanto queremos possa acordar conosco todos os dias, dando-nos forças para buscar aquilo que nos desafia, aquilo que nos faz sonhar. 

E se nada der certo, que possamos ao menos cultivar o bem. 

Olhar o outro sem criticar, saber respeitar e amar sem escalar condições ou limites, que possamos em mais um ano aprender a valorizar a força que tem um abraço; e a luz magnífica que pode trazer um verdadeiro sorriso, que possamos ouvir, que possamos aconselhar e o mais importante, que possamos agradecer. 


(Gabriel Panullo)







29 dezembro 2014

Coisas que você precisa começar a encontrar tempo para fazer



Stephanie Gomes


A palavra “vida” é um substantivo com vários adjetivos. Alguns deles somos nós que determinamos: ela pode ser linda, incrível, bem aproveitada, apaixonante, feliz… Outros, são característicos e inalteráveis, funcionam igualmente para todas as pessoas. Um exemplo: a vida é curta. Curta, mas não insuficiente. Temos tempo o bastante para construirmos e vivermos uma vida que vale a pena.

É nessa hora que você diz: “mas eu não consigo encontrar tempo para nada!”. Tem razão. Tempo não se encontra, se cria. E se você não pretende se dar ao trabalho de criar tempo para viver a sua vida da forma que te faz feliz, qual a razão de viver? 


Se essa pergunta te toca e faz você sentir que precisa criar mais tempo para investir em sua felicidade, comece com o seguinte:


Dedicar-se ao que você ama

Este é o primeiro item da lista porque ele é, definitivamente, o mais importante. O que é realmente importante para você? Sua família, seus amigos, seu animal de estimação, sua casa, um grande projeto, seu hobby, algo que esteja tentando aprender, um objetivo… 

O que você ama de verdade? Tudo bem não amar todas as atividades que você faz (ninguém ama pagar contas, ir ao médico, acordar cedo…), mas não está tudo bem se você nunca tem tempo para aquilo que ama.


Planejar sua vida

É claro que muitas coisas boas surgem sem planejamento, de surpresa. Mas jogar a vida ao vento e esperar que ela te surpreenda trazendo tudo o que você sonha, sem tomar nenhuma atitude e fazer escolhas não é uma boa ideia.

Tão importante quanto saber o que você quer é ter tempo para pensar em seus planos de ação. Ao contrário do que muitos pensam, planejamento não é perda de tempo. Quando você se planeja as coisas ficam mais claras, organizadas e possíveis. Fazer um planejamento é também uma ótima forma de encontrar motivação. Crie algum tempo para se planejar e vai ficar mais fácil partir para a realização.


Conectar-se às pessoas (não na internet!)

É muito importante saber ser feliz quando você está sozinho, mas isso não significa que isolar-se do mundo seja o ideal. Vivemos em sociedade e somos seres que precisam se relacionar com outros.

É essencial para a felicidade compartilhar momentos, experiências e aprendizados e nós precisamos das outras pessoas para conversar, rir, desabafar, ter companhia… 

Sei que tudo isso pode ser feito pelo Whatsapp, mas nada se compara à conexão da presença. Comece a criar algum tempo para estar com sua família e amigos e você vai conseguir perceber por si só como isso é importante.


Olhar para dentro si

Ter consciência de suas emoções, sentimentos e desejos, sejam eles positivos ou negativos, bons ou ruins é, com certeza, a parte mais importante do autoconhecimento. Mas como chegar a uma conclusão certa sobre tudo isso? É simples, mas requer tempo para se dedicar a refletir e ser honesto com você mesmo. 

Desligue-se do mundo externo por algum tempo e olhe para si. Pergunte-se: eu estou bem? Qual emoção predomina em mim neste momento? Por que? O que fiz para estar assim? Estou no caminho certo ou preciso mudar algo? O que posso fazer agora? Parece simples demais, mas raramente nos damos tempo para fazer isso, e depois dizemos que não sabemos como buscar autoconhecimento. Arrume um tempo e comece por aí.


Ter momentos de paz

Viver 24 horas por dia, sete dias por semana, 30 dias por mês envolvido com obrigações e atividades estressantes, e não ter nem um tempinho para relaxar e descansar a cabeça deixa qualquer um infeliz. É importante ter alguns momentos de desaceleração e reenergização todos os dias, senão a mente e o corpo não aguentam. 

Pelo menos uma vez por dia, apenas pare e faça algo que dê paz para o seu coração. Descubra o que funciona para você. Pode ser ficar em silêncio, deitar no escuro por alguns minutos, meditar, fazer yoga, caminhar, praticar um esporte, dançar, cozinhar… Encontre algo que te faça bem e coloque em prática.


Pensar

Acalmar a mente e diminuir os pensamentos é necessário, mas pensar também pode nos fazer muito bem. Quando bem usado, o pensamento tem poderes maravilhosos de melhorar a nossa vida e as nossas emoções. 

Sempre que tiver algum tempo livre e quiser refletir, faça isso de forma que te traga algum bem. Agradeça pelas coisas boas de sua vida, resgate boas memórias, pense em seus planos e sonhos, pratique pensamentos positivos… o que você quiser. Lembre-se: o pensamento tem poder. Vale a pena investir algum tempo para usá-lo a seu favor.


Fazer o que quiser

Sabe aquelas vontades que dão de vez em quando, e você não sabe de onde vêm, mas gostaria de realizar? De ver o seu filme favorito pela milionésima vez, de organizar suas coisas, de dar uma volta por aí, ouvir música, plantar bananeira, fotografar seu cachorro, desenhar, andar de patins, preparar brigadeiro… podem ser coisas bobas mesmo, mas é importante ter tempo para aproveitar a liberdade de escolher qualquer coisa para fazer, sem se preocupar com nada, só em ser feliz. 

Esse tempo dedicado às nossas vontades acabam muitas vezes sendo deixados em segundo plano, mas são importantes para que a felicidade das pequenas coisas esteja sempre presente.


Entretenimento enriquecedor

Conhecimento, aprendizado e crescimento são coisas que todas as pessoas passam a vida em busca, até mesmo os mais desinteressados. Atividades que expandam a mente e aumentem a cultura e o conhecimento são coisas que devemos fazer com o máximo de frequência possível.

Se só pensar nisso não te dá vontade de criar tempo para enriquecer seus conhecimentos, pense na possibilidade de fazer isso com atividades que te dão prazer. Ler é uma delas, mas não é a única. Você pode assistir a filmes, séries e documentários de assuntos que acha interessantes, ir ao teatro, jogar um jogo ou ter experiências na prática. Arrume tempo e use a criatividade para se divertir e aprender.


Tentar coisas novas

É claro que não há nada de errado em voltar várias vezes no seu restaurante favorito, repetir uma viagem que você amou ou gostar muito de ir a um mesmo lugar, mas experimentar coisas novas também é muito bom! 

Não seja apegado àquilo que você já conhece por medo de errar em novas tentativas. Vá sim muitas vezes aos lugares que gosta e faça de novo aquilo que você adorou fazer, mas invista tempo também em novidades. Sempre haverá coisas para você descobrir e dentro de você sempre há espaço para gostar de coisas novas. 

Não use todo o seu tempo dentro da sua zona de conforto, vá passear e se divertir fora dela também!


Realizar

Sonhar e planejar é muito bom, mas pode ser melhor ainda se incluirmos ação. Precisamos criar tempo para realizar nossos desejos e sonhos. Mesmo que não seja o quanto gostaria, o pouco que conseguir é muito precioso.

Tempo, aliás, é o nosso bem mais valioso, portanto, quando usá-lo para algo que importa para você (e eu acredito que seus sonhos importem muito) dê tudo de si, faça com amor. 

Não deixe que seus objetivos parem antes da ação, encontre tempo para agir por eles. Dez minutos de dedicação por dia é muito mais do que nada.


Postado no site Conti Outra em 28/12/2014


Previsões para cada signo em 2015 ! Com uma pitada de humor ...



Com 2015 se aproximando, que tal matar aquela curiosidade e saber quais as surpresas que os astros reservam para o próximo ano.

 Por isso, nós aqui do Purebreak demos essa ajudinha e 
fizemos essas previsões pra você.

 Leia o seu signo e ascendente também!


Miley Cyrus and Ariana Grande
ÁRIES: Menos egoísmo...

Muitas surpresas acontecerão ao longo do ano. 2015 será excelente para aprender e viajar, mas é preciso planejar o conhecimento e o crescimento sem ser o dono da verdade né, ariano?! Viva a sua vida e deixe que o outro viva a dele também...



Obama
TOURO: Desapega, desapega... taurino !

É hora de economizar e guardar uma graninha. Menos festas, barzinho, cinema, chega de farra! Priorize no que realmente te acrescenta para poder viajar, estudar e se conhecer melhor. Invista mais nos seus sentimentos e na sua emoção para voar e atingir novos horizontes! Por isso nada de comprar a edição Deluxe do CD da Beyoncé! 


CaptainSwan
GÊMEOS: É hora de se relacionar... 

O tema mais importante em 2015 para os geminianos é relacionamento. Seja no namoro, família, trabalho ou qualquer outra coisa. Seja mais maduro e se desligue da tomada um pouco geminiano, se comporte!



Bruno Mars Lazy
CÂNCER: Xô preguiça !

Não tente abraçar o mundo, canceriano. Trabalho e saúde definem o seu ano. Viajar e cuidar da mente é muito bom, mas é hora de trabalhar esse corpo aí também, né?! Depois não reclame da barriguinha... (hahaha). Faça coisas diferentes, ousadas, radicais e terá supresas super legais. Só tome cuidado pra não gastar demais...



Harry Styles
 LEÃO: Quando - é +

O próximo ano deve ser bem mais leve para o leonino, trazendo bastante alegria. Continue se exercitando e amadureça nas questões amorosas. Tente não mandar na vida do outro. Amar, educar e criar serão os verbos de 2015 (que lindo!).



Mean Girls
VIRGEM: Vamos sair hoje?

Esse é o ano de investir em estudos e viagens. Que tal fazer um intercâmbio? Expanda seus horizontes! Viva de acordo com a sua verdade interna e esteja onde você sente que é o seu lugar. Procure sair com pessoas e em lugares que possa se sentir sempre em casa.



New Girl
LIBRA: Quem sou eu?

Assim como para os leoninos, 2015 para os librianos também será mais leve. O foco estará no conhecimento, em estudos, contatos e viagens que te acrescentem algo. Será um ano de bastante mudanças e os relacionamentos serão super importantes para isso. Viaje, leia, estude e isso ajudará bastante nessa busca.



Naturally
ESCORPIÃO: ♪ Deixa acontecer naturalmente... ♪

O ano inicia com uma sensação de alívio (ufa!). Em 2015, o foco será abrir a mente e relaxar! Estude, aprenda, viaje e deixe a emoção te levar pra descobrir coisas novas. Procure tratamentos alternativos (Yoga, Acupuntura...) para repor as energias. Arrisque mais e esteja aberto às oportunidades, pois você não tem controle sobre tudo.



Pretty Little Liars
SAGITÁRIO: Esse é o seu ano !

As energias estão todas voltadas para o desenvolvimento pessoal, profissional e emocional (que ótimo!). Não pense somente no futuro, concentre toda sua ansiedade e coloque em prática todos os seus planos. Dica: expresse seus sentimentos com mais liberdade e individualidade e logo se sentirá bem!



Zen
CAPRICÓRNIO: Aummm... Aummmm...

Concentre-se em desenvolver seu interior. Esta é a energia de 2015 pra você, capricorniano! Tire umas férias e cuide mais de si, da sua saúde e em se conhecer mais. Atenção: se você não parar, será forçado a isso! Leia, medite e vá para lugares que sinta muito bem e relaxado.



Demi
AQUÁRIO: Vivaaaa !

É um ano muito importante para as amizades. Projetos envolvendo grupos, empresas, conhecimentos e viagens te deixarão muito feliz. Você terá que deixar muita coisa para trás ainda e perceber que as coisas mais importantes da vida não tem preço. Se liberte, aquariano!



Felicity
PEIXES: Novas águas !

O Ano Novo será muito importante para a carreira, conhecimentos, viagens e trabalho. Perceba o que colheu e o que plantou. As energias estarão todas voltadas para a carreira e as responsabilidades aumentarão, se esforce! Comprometa-se com aquilo que você deseja e não seja impulsivo.



28 dezembro 2014

Sorrir faz bem ! As resoluções de Ano Novo de cada signo ...



O fim de ano está chegando, e todo mundo começa a traçar as metas para o ano que vem.

E nessa hora, os signos influenciam nossas decisões. Investir no amor, na paciência, ficar em dúvida?

Descubra como cada signo faz resoluções de ano novo!


Áries: Os arianos querem deixar a impaciência de lado. Portanto, prometem logo no dia 29 que isso vai mudar e que no próximo ano vão ser tranquilos como monges budistas. Mas, na hora da virada, não aguentam nem esperar as sete ondinhas para pular.


Touro: Os taurinos, sempre pensando no luxo e no conforto, não se dão ao trabalho de estabelecerem metas que não vão cumprir. Ao invés de resoluções, os nativos do signo preparam uma lista dos restaurantes que querem conhecer no próximo ano.


Gêmeos: Sempre pensando em dez coisas ao mesmo tempo, os geminianos já preparam sua lista em novembro. Das trinta opções iniciais, pelo menos quinze já foram abandonadas. Até primeiro de janeiro, mais uma dúzia vai entrar e todas vão sofrer alguma alteração.


Câncer: De duas, uma, ou os cancerianos vão se vestir de rosa e vermelho e partir em busca de amor verdadeiro, ou vão jurar praticar o desapego. É claro que até o carnaval já vão ter se apaixonado e se desiludido pelo menos cinco vezes.


Leão: Leoninos não têm resoluções a cumprir, tem uma lista de coisas que sabem que merecem conquistar. Se pensamento positivo atrai coisas boas, eles terão sucesso no próximo ano, já que com certeza estão visualizando tudo o que querem como já sendo seu.


Virgem: Depois de passarem dezembro organizando tudo, em primeiro de janeiro, os virginianos já terão todas as suas resoluções organizadas em pastas, com gráficos, cronogramas e planilhas mostrando como conquistarão cada objetivo.



Libra: Os librianos passaram um bom tempo refletindo sobre o que querem no próximo ano, ponderando decisões, buscando o equilíbrio. Mas por fim, resolveram que a vida está boa, que estão lindos, felizes, bem resolvidos e não precisam mais de nada.


Escorpião: Ano novo, vida nova é o lema dos escorpianos. Por isso, não querem nada de drama de relacionamentos anteriores atrapalhando os novos e já começaram a limpar as redes sociais de todo mundo que não querem ver no próximo ano.


Sagitário: Os festeiros sagitarianos estão pensando na ceia, nos fogos, no champagne… E vão continuar assim depois da virada. Não querem pensar em meta nenhuma e vão ficar no clima de festa até o Carnaval. Aí as festas começam de novo, e por aí vai.


Capricórnio: Na verdade, os capricornianos não tiveram muito tempo para pensar em resoluções. É porque são verdadeiros workaholics e ainda estão trabalhando para conquistar os objetivos que planejaram para esse ano. Sucesso profissional é a meta eterna deles.


Aquário: Inquietos, os aquarianos não querem pensar em metas. Apesar de terem a cabeça no futuro, preferem vivê-lo de forma espontânea, sem planos anteriores. Além disso, estão ocupados tirando sarro da resolução dos amigos para pensarem nas suas.


Peixes: Os piscianos prometeram que vão tirar a cabeça das nuvens e se iludir menos no próximo ano. Só que com certeza vão apostar na Mega Sena da virada. E, em seguida, já vão começar a planejar onde irão gastar a grana.



Postado no site O Segredo no Portal R7 

Maquiagem para o Ano Novo e festas 2015









O que a Astrologia nos diz para 2015







Ano novo: novas promessas ou novas atitudes?




Carlos Hilsdorf

Sempre que estamos próximos do ano novo sentimos uma incrível motivação para realizar novos votos, promessas e metas. Também costumamos sentir um arrependimento por aquilo que gostaríamos de ter feito e não fizemos.

Mas, não foi exatamente isso que aconteceu nesta época do ano passado?

O que aconteceu de fato? Por que não fizemos aquele regime? Por que não fizemos os exercícios prometidos? E aquele curso que tanto queríamos? Afinal, por que nossas promessas não foram cumpridas e as metas não foram alcançadas?

Promessas e intenções não são atitudes. Muitas pessoas fazem promessas para o ano novo, mas se esquecem que só a atitude pode concretizá-las.

Promessas são apenas palavras, até começarem a ser cumpridas por nossas atitudes.

O primeiro grande equívoco é confundir desejo com vontade. A maioria de nós apenas deseja. Muitos, inclusive, desejam intensamente… Mas desejo é algo apenas potencial. Sem o exercício da vontade o desejo não se realiza.

A diferença entre desejo e vontade é:

Desejo é um estado da mente e está ligado a expectativas.

Vontade é um atributo da mente e está ligada a atitude.

Se o seu “querer” estiver na esfera do desejo, ele pode não se realizar, porque você não estará tomando nenhuma atitude na direção da sua realização.

Nossos votos, promessas e metas são expressões de nossos desejos, demonstram o que queremos em potencial, mas somente a atitude materializa este “querer”.

Nossa vontade é o exercício das nossas atitudes.

Por exemplo, o princípio cristão “bem aventurados os homens de boa vontade” demonstra muito bem esta diferença. As bem aventuranças são consequência da boa vontade, ou seja, das atitudes corretas. Não basta querer, é preciso agir!

Muitas pessoas buscam a felicidade, mas não percebem que suas atitudes estão muitas vezes no sentido contrário à felicidade que buscam.

Para este ano que se inicia, de nada adiantará fazermos novas promessas ou apenas acreditar que cumpriremos as que não realizamos no ano que passou – é preciso reformar nossas atitudes!

A chave para reorientar nossas atitudes consiste em 3 pilares: Abandonar, Manter e Adquirir:

Abandonar as atitudes que nos afastam da realização de nossos objetivos.

Manter as atitudes necessárias para alcançar nossos objetivos pelo tempo necessário para que possam surtir efeito e trazer resultados.

Adquirir os conhecimentos e adotar as atitudes que nos faltam para realizar nossos sonhos.

Se você deseja ser feliz precisa abandonar a tristeza.

Para desenvolver uma nova competência não podemos ser imediatistas, precisamos manter nossos esforços pelo tempo suficiente para sedimentar nossas conquistas.

Para construirmos a melhor versão do futuro precisamos desenvolver a melhor versão de nós mesmos, e isso inclui adquirir conhecimentos e desenvolver atitudes que ainda não temos.

Abandonar, manter e adquirir são três grandes ferramentas para que, no final deste novo ano que se inicia, não nos encontremos frustrados por não ter cumprido as promessas e votos que fizemos.

Para este novo ano não fique refém de promessas, desenvolva novas atitudes: atitudes vencedoras!

Feliz ano novo, feliz vida nova!


Carlos Hilsdorf – economista, pós-graduado em Marketing pela FGV, consultor e pesquisador do comportamento humano. Considerado um dos melhores palestrantes do Brasil na atualidade.


Para o Ano Novo que se aproxima ...









27 dezembro 2014

O mundo alcoolizado




Sobre o álcool como droga do mundo moderno e a naturalidade 
de seu consumo excessivo

Gustl Rosenkranz

Foi no final da década de 60 e no início da década de 70 que a Organização Mundial da Saúde iniciou estudos para provar que o cigarro faz mal à saúde, mas isso não foi fácil, pois, como tanto políticos como médicos fumavam, eles boicotavam os estudos, relativizando os perigos do fumo. Somente décadas depois isso foi possível, quando os fatos não podiam mais ser contestados.

Hoje vivemos a mesma coisa em relação ao consumo excessivo de álcool, já que a maioria bebe, também políticos e médicos, e vemos uma contradição absurda: o cigarro é combatido com fervor (com razão, pois prejudica a saúde!), enquanto aceitamos ver as pessoas se destruindo aos poucos com bebidas alcoólicas. Proibimos propaganda de cigarros, mas vemos constantemente propagandas de bebidas, não raramente direcionada ao público jovem. 

Escrevo sem qualquer moralismo. Acho que na vida não devemos demonizar nada e não me refiro a uma cervejinha ou um vinho de vez em quando.

Refiro-me à naturalidade com que bebemos quase que diariamente, qualquer evento social tem hoje que ser “regado” com bebidas, muitas vezes bem fortes, as pessoas parecem que desaprenderam a se divertir sem se anestesiar com “água de fogo” e qualquer ocasião parece ser uma boa desculpa para beber e não raramente “encher a cara”.

Preocupa-me a naturalidade do exagero, a bebida cotidiana, no almoço, no jantar, em qualquer balada de fim de semana.

Conheço gente que não dança antes de tomar alguma coisa “para relaxar e criar coragem”, conheço gente que só se abre depois de beber, vejo gente que fica bêbada regularmente, consumindo álcool até cair pelos cantos, como se isso fosse a coisa mais natural do mundo… E é isso que preocupa.

O fenômeno do consumo excessivo de álcool não afeta somente o Brasil ou a Alemanha, não é um fenômeno local, mas sim global, sendo inibido com algum sucesso somente em sociedades de extremo controle religioso. 

Mesmo em países onde se tenta uma inibição por lei, como nos países da Escandinávia, por exemplo, se bebe do mesmo jeito, escondido, contrabandeando, mas se bebe. 

Álcool é a droga do mundo moderno. E esse consumo excessivo tem seus efeitos, ainda negados pela sociedade, já que o vício coletivo, como qualquer outro vício, não quer de forma alguma ser inibido. E esses efeitos não são nada inofensivos, mesmo que muitas vezes só se manifestem anos depois. Aqui apenas um resumo dos principais:

Danos à saúde: O consumo de bebidas alcoólicas afeta praticamente todos os órgãos do organismo e está relacionado a mais de 60 doenças, cirrose hepática e pancreatite crônica são apenas algumas delas, sem falar dos riscos psicossociais, derrame, por ser um depressor do sistema nervoso central, alterações no sono, câncer no trato intestinal, bexiga, próstata e doenças cardiovasculares como a hipertensão e aterosclerose.

Por gerar alterações fisiológicas no trato gastrointestinal, o consumo de álcool prejudica a absorção de nutrientes como as vitaminas do complexo B, vitamina D, além de interferir no metabolismo e aumentar a excreção de vitamina C, magnésio, zinco, selênio, podendo causar danos cerebrais graves. Pessoas que bebem regularmente tendem perder a vontade de praticar atividades físicas, o que só aumenta os riscos para a saúde. 

Também a estética sofre, o consumo de álcool afeta a pele devido a um estresse oxidativo que provoca a degradação do colágeno (responsável pela elasticidade da pele) e acúmulo de elastina (presentes na pele envelhecida). Álcool engorda, pois, à medida que envelhecemos, nosso metabolismo fica mais lento e o consumo a longo prazo do álcool compreende calorias em excesso que são convertidas em gordura, acumulando-se principalmente na região abdominal, o que pode aumentar também a incidência para doenças cardiovasculares. 

Também interfere na absorção do cálcio deixando os ossos mais frágeis, o que pode acarretar em fraturas ou mesmo na osteoporose. Associado ao cigarro, os danos do álcool aumentam ainda mais. 

Distúrbios emocionais e problemas sociais: O consumo de álcool ocasiona a perda da inibição, sendo que pessoa intoxicada com álcool pode fazer coisas que normalmente não faria, como, por exemplo, dirigir um carro em alta velocidade ou provocar pessoas na rua. 

A pessoa pode ter seu humor afetado, ocasionando raiva, comportamento violento, tristeza, depressão e até mesmo suicídio. 

O risco de perda de memória pode ter consequências sérias, já que não saber mais o que fez em público pode ser traumatizante. A vida familiar do alcoolista sofre, ocasionando desentendimentos. 

A longo prazo, os filhos podem sofrer de problemas emocionais e relações íntimas e importantes podem ser totalmente destruídas. 

O consumo de álcool diminui a produtividade no trabalho, a assiduidade, podendo levar ao desemprego. A perda de controle sobre os próprios atos pode gerar conflitos sociais sérios, chegando até mesmo isolar a pessoa, o que, por sua vez, pode aumentar o consumo de álcool, formando um círculo vicioso, difícil de ser quebrado. 

Aumento de perigo de acidentes: O consumo abusivo de álcool está diretamente ligado ao aumento de risco de acidentes de trânsito, quedas, queimaduras, ferimentos em atividades esportivas e recreativas e resultantes de violência interpessoal.

Não é uma coisa triste ver gente babando, vomitando, urinando em qualquer lugar, deitada por aí, procurando briga, falando besteira, se expondo ao ridículo, dirigindo, causando acidentes, ferindo, matando, maltratando os filhos, etc., etc., em nome do álcool, usando-o como desculpa, sem se envergonhar desse papel? 

De forma alguma, estou supondo que quem consome álcool é automaticamente um alcoólatra e se verá necessariamente confrontado com os problemas acima citados.

Mas o perigo existe, a depender da frequência com que se bebe, da predisposição pessoal ao vício, da qualidade e do tipo de bebida ingerida e do estilo de vida em geral. 

Álcool é uma droga que, como qualquer outra, pode causar dependência. E essa dependência pode ir se desenvolvendo aos poucos, sem que se perceba. Como se trata de uma droga aceita socialmente, pode ser que um alcoólatra e as pessoas à sua volta só percebam o problema já tarde demais, quando a saúde já foi afetada de forma irreversível e uma libertação do vício só seja possível através de internamento e ajuda de profissionais. 

Repito que não há moralismo no que escrevo. Não julgo ninguém e acho que não há nada demais em tomar uma bebida alcoólica de vez em quando, mas deixo meu apelo à inteligência de cada um: não exagere, fique atento e reaja quando perceber que está perdendo o controle e que a bebida já faz parte “inseparável” de sua vida, de seu dia-a-dia. 

Quer beber, beba, mas beba com moderação, ciente dos riscos e, se você acredita que estou exagerando e que beber não é nada demais, lembre-se que o cigarro também era socialmente aceito como algo inofensivo até relativamente pouco tempo atrás. Ignorar um perigo, seja ele qual for, é a melhor forma de um dia ser vítima dele.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
"