03 agosto 2015

Operação Pixuleco é a PF trabalhando para a Veja





Renato Rovai

É impressionante como a Polícia Federal age atualmente sobre completo controle da pauta dos piores veículos de comunicação. A operação de hoje, denominada de Pixuleco, é a demonstração mais clara deste compromisso.

A palavra teria sido utilizada por Ricardo Pessoa, da UTC, um dos delatores, e atribuída ao ex-tesoureiro do PT, João Vaccari. Não há nada relacionado desse termo com José Dirceu ou com aos que devem ser presos hoje. Mas não importa. Vale a narrativa e não os fatos.

Ao fazer isso a PF se soma a bateria da escola de samba do golpe. Não se importando em jogar sua credibilidade na lata do lixo pra ajudar na construção de um enredo em que é preciso transformar a esquerda e o PT nos símbolos maiores da história da corrupção no país.

Como se o governo que permite que as investigações aconteçam não esteja sob o comando do partido. E sim do PSDB e do DEM.

Aliás, permitir e dar condições para que as investigações sejam limpas e justas é uma coisa.

Deixar o barco andar a esmo para o lado que interessa apenas ao tsunami é outra coisa.

E é o que o ministro da Justiça, José Eduardo Cardoso, tem feito.


O nome dessa operação é uma descarada tiração de sarro, uma palhaçada sem sentido, algo que deveria exigir do ministro uma ação clara contra o uso político da instituição.

Mas que nada. O ministro não parece estar preocupado com isso e nem com os policias que brincam de tiro ao alvo na imagem da presidenta Dilma.

O papel de José Eduardo Cardoso na perda da institucionalidade do país é algo que ainda será fruto de muita reflexão futura.

Ser republicano e não interferir nas investigações é uma coisa. Permitir que pessoas armadas e com poder para soltar e prender ajam de forma politizada e irresponsável é outra.

O pixuleco de hoje é apenas o fim do começo.

Se pode pixuleco, pode tudo.

Porque não uma operação chamada Sapo Barbudo ou Brahma? Mesmo porque, primeiro prende-se preventivamente e depois buscam-se as provas.

Está mais do que na hora de Dilma colocar um advogado respeitado pelos seus pares e que recupere o direito de defesa no Ministério da Justiça. Alguém que resgate a hierarquia institucional, não permitindo que o Estado seja instrumentalizado para alimentar o golpismo.

Antes que seja tarde.


Postado no Portal Fórum em 03/08/2015


Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
"