19 janeiro 2016

Como conquistar e manter a sua paz de espírito




Stephanie Gomes

Você acha possível ser feliz sem estar em paz com você mesmo e com o que há à sua volta? 

Paz de espírito é estar em paz com o “ser”. Tanto o seu “ser” (no sentido verbal) como o “ser” de todas as coisas e pessoas. É aceitar-se e também aceitar as situações que acontecem na sua vida. 

É permitir que você seja o que é e que os outros também sejam o que são. É não carregar pesos indesejados. É se sentir bem por dentro e por fora. É lidar com suas fraquezas e usar a sua força. É estar em paz com tudo o que “é”, ou seja, com tudo aquilo que faz parte do presente.

Se você acha que está muito distante de tudo isso, não se preocupe. A paz não é algo reservado apenas aos que nascem com ela, aos que têm uma vida descomplicada ou que sabem algum segredo que você não sabe. A maioria das pessoas só encontra a própria paz trabalhando por ela e praticando-a. Portanto, você também pode conquistar a sua. 

Conquistar a paz de espírito é um processo individual, mas pode-se aprender muito sobre o assunto ouvindo, observando e conhecendo as experiências de outras pessoas, principalmente quando você não sabe por onde começar. 

As dez sugestões abaixo são coisas que fizeram parte da minha experiência nessa busca. De alguma maneira elas me ajudaram a conquistar a minha paz de espírito, inclusive em momentos difíceis:

Trabalhe a aceitação, o contentamento e a gratidão 

Aceite o momento presente, seja lá qual ele for. Não complique nem negue, apenas aceite. Depois que conseguir essa aceitação você terá a paz que precisa para mudá-lo. Alegre-se pelas coisas boas e agradeça pelo que você tem e é. Você pode querer mais, mas antes tenha consciência do quanto já é abençoado. 

Desfaça o hábito da pressa 

A pressa é inimiga da paz de espírito. De vez em quando acontece de termos que nos apressar, mas na maioria das vezes fazemos coisas com pressa por puro hábito. Acordamos pulando da cama, terminamos de comer em dois minutos, andamos com passos apressados mesmo sem estarmos atrasados… essa correria desnecessária o tempo todo acaba com o nosso bem-estar. 

Comece a observar a forma como você faz suas atividades rotineiras. Sempre que se lembrar, tente fazer o que está fazendo mais devagar, e observe como naturalmente você relaxa e o resultado acaba sendo muito melhor.

Não espere aprovação e não queira o direito de aprovar os outros 

É claro que você pode pedir a opinião de alguém em um momento de dúvida, mas quando estiver seguro do que quer, não dependa da aprovação de outra pessoa para seguir em frente. E já que você não quer que outras pessoas comandem sua vida, não queira ter o direito de comandar a vida delas. Colocar sua vida nas mãos de alguém ou achar-se no direito de decidir a vida de outra pessoa acaba com a sua paz e a paz dos outros.

Deixe ir aquilo que não te faz bem 

Problemas do passado, mágoas, erros, críticas que não servem para nada, arrependimentos… deixe tudo isso ir embora. O que importa é quem você é e o que faz hoje, então carregue apenas aquilo que é útil e te faz bem. Pense em todas as coisas negativas uma última vez, apenas para decidir soltá-las e deixar que vão embora.

Esteja em silêncio pelo menos uma vez por dia 

Principalmente se você vive em uma cidade agitada ou passa muito tempo em um lugar barulhento. Todo mundo precisa de um pouco de silêncio de vez em quando, seja para relaxar, para sentir suas emoções, para refletir… Praticar o silêncio ativa a paz interna. Se você puder estar em silêncio por alguns minutos todos os dias, conseguirá manter a conexão com a sua paz.

Escolha o que passa em sua mente 

Nem sempre é fácil, mas com a prática é possível aprender e se acostumar a observar e escolher os próprios pensamentos. Trabalhe a auto-observação, dê-se algum tempo para escolher seus pensamentos e reações com inteligência, lide com as suas emoções e procure o lado positivo e o otimismo sempre.

Mesmo que de início pareça “forçado”, se esforce para mudar a direção de sua mente, pois é assim que você começa a quebrar o padrão da negatividade e se torna alguém verdadeiramente mais positivo.

Cuide bem daquilo que é importante para você 

Sua família, seus amigos verdadeiros, sua casa, seus sonhos, sua carreira… o que você colocaria em uma lista de coisas que considera importantes? Trate tudo isso com carinho, com amor, com dedicação. É impossível estar totalmente em paz quando você não está bem em relação às coisas e pessoas mais importantes da sua vida. 

Cuidado com os excessos 

De informação, de atividades, de vícios, de pensamentos, de trabalho… tudo em excesso é estressante e prejudicial. Mantenha um equilíbrio que seja bom para você, e sempre que se sentir perdido, estressado ou sobrecarregado, procure descobrir se há algo em sua vida ultrapassando os limites desse equilíbrio. Se sim, reajuste. 

Descubra o que te dá paz 

Mais importante do que saber o que tira a sua paz – para evitar ou se afastar definitivamente – é incluir na sua vida aquilo que te traz paz. Descubra atividades, lugares, pessoas e situações que te fazem bem. 

Não vou dar sugestões porque o que me deixa em paz pode não ser o que deixa você em paz, e o importante é que você se descubra. Algumas pessoas se sentem em paz ouvindo música clássica, outras escutando heavy metal. Alguns amam estar na natureza, outros ficam em paz quando colocam o stress para fora dançando em uma festa. 

Experimente, tente coisas novas, descubra o que te faz bem e use isso a favor da sua paz de espírito.

Permita-se 

Permita-se errar, mudar de opinião, voltar atrás, se divertir, ser ridículo, pagar micos, se expressar e ser quem você é. A vida é muito curta para se preocupar o tempo todo com a opinião alheia. 



Postado no Desassossegada em 18/01/2016


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...