04 fevereiro 2016

Este curta o ajudará a pensar se você é feliz com o que faz


Você é feliz com o que faz?

Gema Coelho

Você é feliz com o que está fazendo neste momento? Pense. Pode ser que você esteja se dedicando a um trabalho do qual não goste, que esteja acompanhado da pessoa errada, ou mesmo que não esteja aproveitando todas aquelas coisas que você tanto gosta de fazer, colocando como desculpa o fato de que não tem tempo.

Estamos acostumados a viver no automático, carregados de obrigações e responsabilidades sem levarmos em conta nosso bem-estar pessoal, como o protagonista do nosso curta. 

A única coisa que sabemos fazer é nos esquecer de nós mesmos. Nos tornamos invisíveis e nem sequer nos questionamos se estamos onde queremos estar, se estamos fazendo o que queremos fazer, ou se estamos acompanhados da pessoa que desejamos que esteja ao nosso lado.


Pode ser que você tenha se acostumado tanto com sua rotina, o seu dia a dia, que nem sequer pense na possibilidade de mudança. Já tinha pensado nisso? 

O costume pode ser um bom companheiro pela sua tranquilidade, mas também tem a capacidade de nos limitar e impedir nosso crescimento, tanto no trabalho, como no âmbito social ou pessoal.

A diferença entre hábito e paixão

Não é o mesmo se dedicar a alguma coisa pela qual se sente verdadeira vocação e paixão e se dedicar a um trabalho imposto, pelo qual não se sente o menor interesse. 

Não é o mesmo estar com a pessoa que o faz feliz e estar com alguém a quem você se acostumou e com quem a indiferença se instalou. Também não dá na mesma fazer as coisas por fazer e realizá-las porque contribuem com um toque de sabor e de cor na sua vida.

Há uma diferença entre fazer as coisas por hábito e fazê-las por paixão. O hábito está ligado ao automatismo e à inércia; fazemos as coisas sem nos darmos conta. A paixão apóia a vida, vontades, ilusão e cor.

A emoção está na paixão e não no hábito. A felicidade é criar a sua atitude, sua vida e suas oportunidades.

O mundo precisa, urgentemente, de gente que ama o que faz, mas, sobretudo, você precisa fazer coisas que você adora, estar com pessoas que você ama e se dedicar a aquilo que o apaixona. Ser feliz também requer esforços.

Precisamos amar o que fazemos

Você precisa voltar a reluzir esse brilho intenso nos seus olhos, precisa que a emoção e a intensidade voltem para a sua vida. Que a esperança apareça e a ilusão seja sua companhia. Precisa amar seu dia a dia e tudo o que isso envolve. Precisa ser o motor da sua vida e poder dirigi-la para onde você quiser, com as pessoas que gosta e da maneira que achar melhor.


Arriscando-me a parecer utópica, posso dizer que isso é possível. É necessário muita vontade, muita coragem e valentia, e uma grande quantidade de paixão, curiosidade e ilusões. 

As oportunidades não chegam do nada; você deve sair à procura delas, e não me ocorre outra maneira que não seja com muita vontade de mudar e com esforço para lutar pelos seus sonhos.


Os resultados vão chegar, mas com o tempo. Você só tem que decidir querer tomar as rédeas da sua vida e começar a plantar sementes para que pouco a pouco elas deem seus frutos. 

Não digo que será uma tarefa simples, não digo que será uma tarefa sem obstáculos, mas posso afirmar que será uma das coisas mais bonitas e prazerosas que você já realizou na sua vida. O valor de lutar pelo que queremos não tem preço.

Faça o que ama e você será feliz

Pode ser que nestes momentos aconteça com você o mesmo que acontece com o protagonista no início deste curta-metragem, que você esteja cansado e envolvido em uma atmosfera de falta de cuidado e inércia, sendo infeliz e que tenha um sonho na lista de espera, aguardando o momento perfeito para ser cumprido. 

Mas não existe o momento perfeito, você cria o momento perfeito para tornar seus sonhos realidade.

Seja você quem cria a oportunidade na sua vida


Por que não faz como o protagonista deste curta, que cansado de sua situação decide lutar por seu sonho pouco a pouco e consegue no final ser feliz? 

Cansado de trabalhar para uma fábrica de alimentos enlatados, ele decidiu dar uma guinada na sua vida, começando a cozinhar alimentos naturais com o objetivo de cultivar um mundo melhor.

Você também pode fazê-lo, é só procurar aquilo que você ama e sair em busca disso. Com paciência, com esforço, com coragem e valentia, mas, sobretudo, deixando amor em cada passo. 

As pessoas mais felizes com as quais me encontrei foram aquelas que descobriram o que queriam fazer e decidiram sair para procurá-lo.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
"