12 abril 2016

Que culpa a gente tem de ser feliz?




Eduarda Vidal


Há quem ache a vida uma grande tragédia, quem prefira ver o lado negativo das coisas sempre, quem acredite que tudo está cada vez pior.

Há gente que perde horas do seu dia correndo atrás de notícia ruim e esperando o próximo desastre acontecer para derramar lágrimas apressadas e toda aquela enxurrada desesperançosa.

Existe uma grande tendência no mundo de tornar tragédia em espetáculo.

Estamos cercados por todos os lados. Com isso, muitas pessoas, principalmente, aquelas mais sensíveis ao medo, mergulham de cabeça no pessimismo e transformam o viver num eterno desespero.

Mas, muitas vezes, quando resolvemos ser felizes é que notamos essa realidade. Digo resolver ser feliz porque é isso mesmo. É uma questão de escolha.

Não é que você ignore todos o problemas do planeta e não enxergue a realidade como ela é.

Talvez você se importe até mais que muita gente que vive reclamando. Até por que a energia que elas despendem nas lamúrias impede qualquer outra ação. 

Diferente disso, você ainda tem olhos para o que acontece de bom ao seu redor.

As pessoas que foram capazes de mudar a história da humanidade, como Mahatma Gandhi, eram extremamente conscientes de todas as injustiças e mazelas sociais, lutaram contra isso e realizaram grandes feitos. Mas, curiosamente, essas mesmas pessoas pregavam a felicidade e o amor como caminho.

Como o título já diz, numa alusão à famosa música do Skank. “Que culpa a gente tem de ser feliz?”.

Já me adianto a responder: nenhuma. Toda vez que você se sentir culpado por ser uma pessoa positiva, por acreditar nas pessoas e nas verdadeiras mudanças, lembre-se de que os maiores exemplos da humanidade não perdiam tempo se queixando, eles viviam com plenitude e isso só engrandecia suas ações.

Se você gosta da vida, das pessoas e sente gratidão pelo que tem, não deixe a amargura dos que sofrem e dos querem fazer sofrer transformar essa dádiva em culpa. Até por que ninguém viverá por você, ninguém ficará doente no seu lugar, ninguém curará suas feridas, resumindo, ninguém poderá carregar sua cruz.

Portanto, sua vida, suas escolhas.

Seja feliz, sim. Ame, sim. O amor inspira e é contagioso.

Seja ele e traga pessoas para o seu lado. Não vá para o lado de lá.


Postado no O Segredo






Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
"