06 outubro 2012

Perguntando ao nutricionista


Vamos esclarecer algumas dúvidas sobre alimentação?

Fui conversar com a minha nutricionista Laíse

Pinho sobre alguns questionamentos que são feitos de vez em quando por cada um de nós. 

A melhor pessoa para nos responder corretamente sobre isso, é o profissional que leva a vida, cuidando da nossa saúde. 

Quantas refeições devemos fazer por dia?

A dieta deve ser fracionada em 6 refeições, comendo de três em três horas. Não precisa esperar o apetite chegar para comer. Isso pode terminar em excessos e escolhas menos saudáveis. E quando o intervalo entre as refeições é grande, o organismo entende que falta alimento no ambiente e, então, diminui seu ritmo de trabalho para guardar energia. Resultado: a gordura continua estocada.





Qual é a gordura mais prejudicial à saúde?

A gordura trans deve ser banida do cardápio por gerar doenças coronarianas. Deve-se sempre verificar o rótulo dos produtos industrializados no supermercado, principalmente o de biscoitos, bolos, margarinas, frituras em óleos reutilizados e sorvetes cremosos.




Entre os óleos, qual possui menos gordura saturada?

O de canola é o que carrega menor concentração desse tipo de gordura. Essa gordura, apesar de menos nociva do que a trans, também é uma ameaça ao coração.




Por que os carboidratos complexos costumam ser mais indicados do que os simples? 

Por que além de não terem passado por um processo que elimina alguns nutrientes, os carboidratos complexos são repletos de fibras e isso torna o esvaziamento gástrico mais lento, gerando uma maior sensação de saciedade. São ótimas fontes de energia! Exemplos de carboidratos complexos: arroz integral, batata doce, aveia. Já os simples perdem muitos nutrientes no processo de refinamento e, por serem digeridos rapidamente, se transformam em gordura com facilidade. Exemplos de carboidratos simples: mel, doces, etc.
     


Um pouco de chocolate não é pecado - faz até bem. É melhor atacar o branco, amargo, meio amargo ou ao leite?

Se há um chocolate a ser consumido, esse é o amargo. Apesar de tão calórico quanto o meio amargo, ele conta com uma concentração maior de antioxidantes, que combatemos radicais livres, destruidores das células. A versão amarga ainda ajuda a controlar o apetite e protege o coração.





Postado no blog Antenadas em 05/10/2012
Imagens inseridas por mim


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...