19 junho 2013

No fundo mesmo o que se clama nas ruas é por mais justiça



Washington Araújo

Em 11 capitais, dezenas de milhares aderiram aos protestos. Os 20 centavos que motivaram a mobilização inicial em São Paulo, no dia 6 de junho, tornaram-se ainda mais irrisórios diante da abrangência e da intensidade do que se vê 12 dias depois.

O que está em jogo é muito mais do que caraminguás. As ruas requisitam uma nova agenda para o Brasil. Não significa desqualificar conquistas e avanços preciosos dos últimos anos. Mas a história apertou o passo. Talvez até porque a musculatura do percurso agora o permite.

No fundo mesmo o que se clama nas ruas é mais justiça.

Será que os “em posição de poder” conseguirão perceber isto?

Erram tremendamente os que buscam tirar proveito da mobilização popular.

Aqueles que sejam insanos agirão assim. Insanos porque não perceberam que há uma exaustão do material chamado “boa vontade com os políticos”. 

Os protestos são contra este jeito secular e atual de se fazer política, esse jeito de esticar as palavras transformando-as em promessas vazias e encurtar as ações levando-as à sua total inexistência.

No horizonte somente um sol poderá brilhar e aquecer os corações e as mentes dos que ousam tomar a História com as mãos: o surgimento do líder-servidor, do líder altruísta, do líder que coloca os interesses coletivos acima de todo e de qualquer interesse pessoal e egoístico.

O desafio é este: mudar o eixo que sustenta as relações de poder.

Sai de cena a luta pelo poder a qualquer custo e está prestes a entrar em campo a visão de que o mais importante é a prática das virtudes humanas – honestidade, sinceridade, humildade e espírito de serviço à coletividade.

Postado no blog Cidadão do Mundo em 19/06/2013

Nota:

Já estava na hora do povo sair às ruas para protestar e mostrar às autoridades e políticos, tudo que falta ao Brasil para se tornar o país justo que todos sonhamos.

Tirando os aproveitadores e vândalos, que com certeza são a minoria, as manifestações são legítimas e estão provando que o povo não está alienado, como achavam alguns.

As pessoas que, realmente, querem ver seus direitos respeitados, tais como, o direito à Saúde, o direito à Educação, o direito à Segurança, o direito a um Trabalho Digno com salário, também, digno, o direito a Aposentadoria  que seja capaz de permitir ao aposentado uma velhice tranquila, devem agir com muita calma e sabedoria para continuar a ter o direito ao Voto e à Democracia.

Lembram-se dos aproveitadores e vândalos citados à cima? 
Pois temos que ter muito cuidado com eles.

A elite, os políticos que estão na oposição ao governo e os donos das empresas de comunicação, estão tentando virar o jogo, colocando seus infiltrados para transformar as manifestações por direitos em movimento para retirar, ilegalmente, do poder a Presidente Dilma, legitimamente eleita.

Todo o governante que quer o bem de seu povo e ama seu país, comete erros tentando acertar. Com certeza, não se enquadram nesta situação todos os Ex-Presidentes da Ditadura Militar, e os que vieram a governar antes do Presidente Lula, pois provaram que não tinham amor pelo povo e nem pelo país com seu servilismo aos interesses internacionais, quebrando o Brasil várias vezes e vendendo nossa riqueza e patrimônio público a troco de banana.

O povo está indo às ruas mostrando sua insatisfação, mas deve ficar alerta, pois usou o direito do Voto para colocar a Presidente Dilma no governo e deve usar este mesmo direito para tirá-la, nas próximas eleições, caso ache por bem.

Não devemos permitir que transformem, esta massa linda de pessoas, que está nas ruas de todo o país, protestando e lutando por seus direitos, em massa de manobra com fins, certamente, bem distantes dos interesses e direitos do povo brasileiro.

Rosa Maria (administradora deste blog)


Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
"