07 julho 2014

Viva Cazuza !




Bemvindo Siqueira



Na data de hoje, há 24 anos falecia Agenor de Miranda Araújo Neto.

Foi uma longa agonia. Para seus pais, amigos, para todo o Brasil e sobretudo para ele.

O País acompanhou cada momento da sua luta pela vida. Cada respiração ofegante, quando mesmo fragilizado ainda subia aos palcos para cantar que queria uma ideologia pra viver.

Lembro-me de te-lo visto pela última vez no palco do Teatro Castro Alvesm, em Salvador, Bahia.

Enfraquecido, ele cantava uma música, retirava-se para os bastidores a ganhar energia e voltava para mais uma emocionante performance musical.

Recusou-se à morte com altivez e dignidade, e a cada estocada de Thanatos ele retribuía com o brilho vital da sua luz.

Estou falando de Cazuza.

O genial, o maravilhoso Cazuza!

Ídolo musical de uma geração. E de muitas outras que se seguiram.

Minha neta, que tem 12 anos, travou conhecimento com a vida e obra de Cazua através do musical teatral "Cazuza".

Ficou encantada e pediu que eu colocasse neste posrto o depoimento dela, uma menina de 12 anos

- " Cazuza é maravilhoso, embora não tenha vivido na sua época amo as suas músicas. Ele é um clássico."

Cazuza ganhou fama como vocalista e principal letrista da banda Barão Vermelho.

Dentre as composições famosas deste momento estão "Todo Amor que Houver Nessa Vida", "Pro Dia Nascer Feliz", "Maior Abandonado", "Bete Balanço" e "Bilhetinho Azul".

Seus sucessos musicais em carreira solo: "Exagerado", "Codinome Beija-Flor", "Ideologia", "Brasil", "Faz Parte Do Meu Show", "O Tempo Não Para" e "O Nosso Amor a Gente Inventa".

Após sua morte , sua mãe, Lúcia Araújo criou a Sociedade Viva Cazuza para assistência e tratamento de soropositivos, como são chamados os portadores de HIV - AIDS.

Postado no blog Bemvindo Siqueira do Portal R7 em 07/07/20'14












Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
"